usingtutorials.com

VOCÊ NÃO ENCONTRA O QUE PROCURA?

Use nosso mecanismo de busca e encontre tudo que você precisa

Como usar um Reflex

Opera√ß√Ķes preliminares

Antes de olhar mais de perto como usar um reflex, √© bom que voc√™ indique quais opera√ß√Ķes preliminares devem ser realizadas para usar o modelo de c√Ęmera que possui.

Insira a bateria e o cart√£o SD


A primeira coisa que voc√™ precisa fazer para usar o seu Reflex √© insira a bateria e o cart√£o SD no slot apropriado, caso contr√°rio, muito trivialmente, voc√™ n√£o conseguir√° ligar a c√Ęmera e salvar as fotos em um meio de mem√≥ria.


Na c√Ęmera que usei para o tutorial (Canon EOS 1300D), a tampa que protege a bateria e o compartimento do cart√£o SD est√° localizada na base do corpo da c√Ęmera e est√° marcada com a escrita CARD / BATT. - ABRIR ‚Ėĺ, mas em outras m√°quinas pode ser colocado lateralmente ou em outro lugar. Depois de levantar e abrir a porta, voc√™ deve inserir cuidadosamente a bateria (certificando-se de que est√° carregada) at√© ouvir uma esp√©cie de clique e, em seguida, fazer a mesma coisa com o cart√£o SD.

Quando você precisar remover a bateria ou o SD, você terá que reabrir a porta em questão e pressionar guia de remoção bateria ou cartão SD (ou, em outros modelos de máquinas, pressione diretamente em um deles).

Acerte o alvo

Anexe a lente ao corpo da c√Ęmera √© outra opera√ß√£o fundamental poder usar uma c√Ęmera reflex. Sem uma lente, na verdade, o sensor colocado no corpo da c√Ęmera √© ‚Äúcego‚ÄĚ e n√£o pode capturar a imagem.

Para colocar a lente em sua c√Ęmera, voc√™ deve primeiro remover o tampa protetora da uni√£o da lente e tamb√©m remova a tampa de prote√ß√£o do sensor do corpo da c√Ęmera. Depois disso, voc√™ precisa alinhar o indicadores de montagem que est√£o presentes na baioneta da lente e no conector Reflex e gire a lente at√© que trave no lugar (voc√™ deve ouvir um clique).



Para retirar a lente instalada no Reflex, ent√£o, voc√™ ter√° que pressionar a adequada bot√£o de libera√ß√£o colocado no corpo da c√Ęmera (pr√≥ximo √† entrada da lente) e gire na dire√ß√£o oposta em rela√ß√£o ao acoplamento. Recomendo: na hora de trocar de lente, tente n√£o perder tempo porque se o sensor ou a lente ficarem "descobertos" por muito tempo, podem captar poeira e sujar-se, n√£o oferecendo um bom desempenho fotogr√°fico. Entendido?

Ligue o Reflex

Depois de conectar a lente ao corpo da c√Ęmera, voc√™ pode finalmente ligue o Reflex e comece a us√°-lo para tirar suas primeiras fotos. Para ligar a c√Ęmera que est√° em sua posse, tudo o que voc√™ precisa fazer √© localizar o bot√£o especial de energia localizado no corpo da c√Ęmera. No meu caso, √© uma alavanca que simplesmente tem que ser movida para cima ON.

A primeira vez que voc√™ liga o Reflex, voc√™ deve definir o linguagem, a dados, Aagora e outros par√Ęmetros exigidos pela c√Ęmera: para fazer isso, tudo que voc√™ precisa fazer √© seguir as instru√ß√Ķes que voc√™ v√™ na tela e se mover entre os v√°rios menus usando o bot√Ķes de sele√ß√£o colocado no corpo da m√°quina. Se tiver alguma dificuldade a este respeito, convido-o a consultar o manual de utiliza√ß√£o do seu Reflex.

Tirando fotos com a SLR

Agora que voc√™ tem sua c√Ęmera pronta, pode finalmente us√°-la para tirar fotos. Deixe-me mostrar como fazer isso escolhendo o modo de fotografia que melhor se adapta √†s suas necessidades e seguindo alguns princ√≠pios simples de composi√ß√£o. Encontre tudo explicado abaixo.


Escolha o modo de disparo

Se voc√™ comprou uma c√Ęmera Reflex, obviamente deseja entrar no mundo da fotografia criativa definir manualmente os v√°rios par√Ęmetros de disparo, como velocidade do obturador, abertura, sensibilidade ISO e assim por diante, n√£o permitindo que a c√Ęmera fa√ßa isso por voc√™. Antes de explicar (no pr√≥ximo cap√≠tulo) como fazer isso, vamos dar uma olhada em quais s√£o os principais modo de disparo dispon√≠vel no Reflex, para que possa escolher aquele que julga que melhor se adapta √†s suas necessidades.


  • Automatica - este modo, geralmente marcado no corpo da c√Ęmera pela letra A ou da escrita AUTO, torna imposs√≠vel alterar os par√Ęmetros de disparo. A c√Ęmera, na pr√°tica, gerencia a velocidade do obturador, velocidade do obturador, abertura e assim por diante de forma totalmente autom√°tica.
  • Programa AE - usando este m√©todo, marcado pela letra P no anel do corpo da c√Ęmera, √© poss√≠vel ‚Äúdelegar‚ÄĚ √† c√Ęmera a escolha da velocidade do obturador e da abertura. As outras configura√ß√Ķes podem ser ajustadas independentemente.
  • Prioridade de abertura - este modo, geralmente marcado pela letra Av, permite que voc√™ gerencie a abertura, deixando a c√Ęmera escolher a velocidade do obturador. Recomenda-se definir este modo quando desejar simplesmente gerenciar o n√≠vel de desfoque / nitidez do plano de fundo e dos assuntos em primeiro plano.
  • Prioridade do obturador - geralmente marcado pela letra Tv o S, este modo permite ajustar a velocidade do obturador, permitindo que voc√™ escolha se deseja tirar fotos n√≠tidas ou desfoque "art√≠stico". A c√Ęmera, por outro lado, gerencia automaticamente todos os outros par√Ęmetros, incluindo a abertura.
  • Exposi√ß√£o manual - este modo permite que voc√™ gerencie todos os par√Ęmetros de disparo. Embora seja o mais "complexo" de usar, pois voc√™ precisa saber "onde colocar as m√£os" ao fotografar, √© perfeito para tirar fotos verdadeiramente criativas. Normalmente, no corpo da c√Ęmera √© marcado com a letra M.
  • V√≠deo - a maioria das DSLRs tamb√©m permite gravar v√≠deos de boa qualidade. Este modo geralmente √© marcado com um √≠cone c√Ęmera de v√≠deo.

Para selecionar um dos modos de disparo dispon√≠veis no modelo Reflex em sua posse, tudo o que voc√™ precisa fazer √© girar o dial de sele√ß√£o colocado no corpo da m√°quina, certificando-se de que a letra correspondente ao modo que deseja usar (por exemplo, Av, TvM, etc.) aparece ao lado do s√≠mbolo de tra√ßo e pronto.



Ajuste as configura√ß√Ķes de fotografia

Depois de escolher o modo de fotografia que prefere usar, voc√™ pode finalmente ajustar alguns configura√ß√Ķes de tiro, com base no modo que voc√™ escolheu usar e com base no resultado final que deseja alcan√ßar.

Como eu disse antes, se voc√™ optou por ativar o modo de disparo autom√°tico, n√£o ser√° capaz de ajustar as configura√ß√Ķes de disparo, enquanto que ao configurar o manual, voc√™ pode ajustar todos eles. Certifique-se, portanto, de ter escolhido um modo que permite "brincar" com os par√Ęmetros que deseja alterar: abaixo voc√™ encontrar√° os principais par√Ęmetros que deve levar em conta quando estiver para tirar uma foto.

  • Tempo do obturador (tamb√©m chamado tempo de exposi√ß√£o o velocidade do obturador) - este par√Ęmetro afeta o tempo que o obturador permanece aberto para permitir que a luz alcance o sensor de imagem. Como voc√™ pode entender bem, quanto maior a velocidade do obturador (por exemplo, 1/60, 1/10, 1 "etc.), maior ser√° a quantidade de luz que atingir√° o sensor e, conseq√ľentemente, maior ser√° o brilho da foto. Por outro lado, se voc√™ definir uma velocidade do obturador muito curta (por exemplo, 1/320, 1/800, 1/2000, etc.), o obturador permanecer√° aberto por menos tempo e, conseq√ľentemente, o sensor ser√° atingido por uma quantidade menor de luz. A escolha da velocidade do obturador tamb√©m afeta a presen√ßa de desfoque (e micro-desfoque) que ser√° evidente na foto: ao definir uma velocidade de obtura√ß√£o longa, n√£o apenas o assunto ser√° capturado, mas tamb√©m parte de seu movimento, ao definir um No momento de uma foto muito curta, o objeto ficar√° "congelado" e o desfoque estar√° praticamente ausente.
  • Abrindo o diafragma - o diafragma √© um sistema de l√Ęminas posicionadas em um padr√£o de leque inverso que abre e fecha, de acordo com a escolha do fot√≥grafo. A abertura do diafragma, que √© medida em f / parar, tem uma influ√™ncia direta sobre o profundidade de campo, ou seja, a faixa de dist√Ęncias da c√Ęmera na qual os assuntos retratados ser√£o mais ou menos n√≠tidos. Ao definir uma abertura muito grande (por exemplo, f / 1.4 f / 1.8, f / 2, etc.), a profundidade de campo √© diminu√≠da e, conseq√ľentemente, o assunto em primeiro plano ficar√° em foco, enquanto tudo no fundo ficar√° desfocado (como expliquei a voc√™ em outro guia). Por outro lado, se voc√™ definir uma abertura muito baixa (por exemplo, f / 4 f / 8,  f / 16, etc.), a profundidade de campo √© aumentada, obtendo fotos que t√™m tudo em foco perfeito, tanto o assunto em primeiro plano quanto o fundo.
  • documento - este valor indica a sensibilidade do sensor √† luz. Quanto maior o valor ISO, maior o ‚Äúesfor√ßo‚ÄĚ que o sensor far√° para captar o m√°ximo de luz poss√≠vel, mesmo em condi√ß√Ķes onde esta n√£o esteja presente em abund√Ęncia, permitindo obter fotos mais ou menos brilhantes. No entanto, devemos ter cuidado para n√£o exagerar o valor ISO (√© aconselh√°vel nunca atingir o valor m√°ximo presente na c√Ęmera), especialmente se voc√™ tiver um modelo Reflex b√°sico. Definir valores muito altos, na verdade, tamb√©m aumenta o "ru√≠do" da imagem, ou aquele irritante efeito brilhante que distingue as fotos de fot√≥grafos novatos.

Diante do exposto, como voc√™ deve ajustar as configura√ß√Ķes de fotografia? Voc√™ tem que ser bom em equilibrar os par√Ęmetros corretamente do qual falei anteriormente, com base no tipo de situa√ß√£o em que se encontra e, sobretudo, com base no resultado final que pretende alcan√ßar. Vou te dar um exemplo pr√°tico, para que voc√™ possa entender melhor o ponto.

Digamos que voc√™ precise tirar uma foto de um objeto em condi√ß√Ķes de pouca luz. Para melhores resultados, seria melhor aumentar ligeiramente a velocidade do obturador (ent√£o mais luz entrar√° no sensor) e aumente a abertura do diafragma: ao fazer isso, voc√™ pode use um valor ISO relativamente baixo, evitando fazer uma foto "barulhenta". Se, por outro lado, voc√™ usasse uma velocidade do obturador mais curta e uma abertura menor, seria for√ßado a aumentar significativamente o ISO (caso contr√°rio, a imagem ficaria subexposta): mesmo se a foto pudesse ser exposta corretamente, a qualidade seria muito mais baixo.

Para ajustar os par√Ęmetros em quest√£o, ap√≥s selecionar o modo de disparo de sua prefer√™ncia, voc√™ deve pressionar os bot√Ķes no corpo da c√Ęmera e alterar os valores que s√£o mostrados no display do Reflex. Na c√Ęmera que tenho, por exemplo, para mudar a abertura voc√™ tem que apertar o bot√£o Av / + -, de modo a destacar a caixa Fx.x, em seguida, coloque o dedo indicador no moldura principal (para ficar claro, a "roda" dentada que na minha c√Ęmera est√° perto do bot√£o do obturador) e mov√™-la esquerda ou direita. Uma opera√ß√£o semelhante tamb√©m deve ser feita em rela√ß√£o √† escolha da velocidade do obturador.

Quanto ao ISO, entretanto, no meu caso voc√™ tem que apertar o bot√£o documento e, atrav√©s do moldura principal, selecione o valor que deseja usar (por exemplo, 100, 200, 400, etc.) e, em seguida, pressione o bot√£o SET para confirmar a opera√ß√£o. Se voc√™ tiver problemas para encontrar os bot√Ķes e configura√ß√Ķes para ajustar os par√Ęmetros de fotografia em sua c√Ęmera, consulte o manual do usu√°rio do dispositivo, para n√£o ter problemas.

Componha a foto e dispare

Depois de ajustar os par√Ęmetros de disparo a serem usados, voc√™ s√≥ precisa componha a foto e tire a foto. Portanto, aproxime-se doocular do visor, feche o olho que foi "descoberto" e tente compor a imagem. A este respeito, pode ser √ļtil usar o regra dos ter√ßos (que em suma consiste em organizar os temas que deseja destacar nos pontos de intersec√ß√£o de uma grelha imagin√°ria composta por duas linhas verticais e duas linhas horizontais).

Depois de compor a foto, pressione o bot√£o bot√£o do obturador, de modo a focar no assunto de primeiro plano (no meu caso, um ponto vermelho que me ajuda a "apontar" precisamente o assunto a focar) e, assim que estiver pronto, continue pressionando o bot√£o do obturador.

Et-voila! Sua foto foi tirada. Agora tudo o que voc√™ precisa fazer √© pressionar o bot√£o apropriado no corpo da c√Ęmera (no meu caso, o s√≠mbolo ‚Ė∂ Ôłé) para visualizar a foto que voc√™ tirou.

Transferência de fotos do Reflex para outros dispositivos

Depois de tirar algumas fotos, voc√™ provavelmente vai querer transferi-las para outros dispositivos, para que possa compartilh√°-las com seus amigos e visualiz√°-las em telas maiores e mais definidas do que a de sua c√Ęmera, para que possa apreciar toda a sua beleza .

para transferir fotos da c√Ęmera para o PC, voc√™ pode simplesmente extrair o Cart√£o SD inserido na m√°quina e insira-o no leitor de cart√£o SD do computador (ou em um leitor de cart√£o externo, se o PC n√£o tiver um). Como alternativa, voc√™ pode baixar o software propriet√°rio do site do fabricante da c√Ęmera, que permite gerenciar e baixar as fotos tiradas. Ent√£o voc√™ tem que conectar a m√°quina ao computador usando o cabo apropriado USB e siga as instru√ß√Ķes na tela para transferir os arquivos que deseja visualizar no PC.

Tamb√©m lembro que muitas das SLRs de √ļltima gera√ß√£o permitem que voc√™ transfira fotos para computadores, smartphones e tablets atrav√©s do Fun√ß√£o Wi-Fi. Nessas c√Ęmeras, na verdade, existe um m√≥dulo que cria uma rede local que pode ser acessada para baixar fotos e at√© mesmo controlar a c√Ęmera remotamente. Para obter mais informa√ß√Ķes sobre como transferir fotos de DSLR para outros dispositivos, sugiro que voc√™ leia este guia: mesmo que se refira especificamente a m√°quinas Canon, pode ser √ļtil para entender melhor como funcionam as solu√ß√Ķes que acabei de mencionar.

Como usar um Reflex

√Āudio v√≠deo Como usar um Reflex
Adicione um coment√°rio a partir de Como usar um Reflex
Comentário enviado com sucesso! Vamos revisá-lo nas próximas horas.